• marketing11399

O cliente fala que está coberto utilizando um antivírus. Será?

Na verdade, atualmente ter um antivírus é uma medida básica de qualquer empresa. Acontece que as ameaças evoluem na mesma velocidade que as novas tecnologias e, por isso, é preciso acompanhar essas mudanças no ambiente virtual.


Sendo assim, é essencial ter uma solução mais moderna e robusta que proteja, de fato, os sistemas corporativos. No entanto, há um grande problema em relação ao assunto que não é muito falado.


Trata-se da falta de gestão sobre a tecnologia utilizada dentro do ambiente.


Em um contexto geral, o antivírus acaba sendo uma solução legada de mercado que tem a sua base de defesa baseada em assinatura, ou seja, é preciso conhecer a ameaça para desenvolver a proteção. Nesse cenário, um elemento voltado para o comportamento torna-se tão imprescindível quanto às ações estáticas de defesa.


Nesse sentido, é fundamental que o Antivírus/Antimalware de nova geração tenha como garantir uma segurança mínima. Algumas funcionalidades que podem gerar valor e oferecer essa proteção são:


EDR - endpoint detection response


Projetada para ir além da defesa cibernética reativa baseada em detecção, a EDR executa a coleta e a análise contínuas de dados, e fornece às equipes de segurança total visibilidade do estado dos endpoints da rede a partir de um único sistema centralizado.


Sandbox


Uma solução que visa garantir um ambiente controlado em Cloud para validação dos arquivos antes que chegue no ambiente, tudo de forma totalmente automatizada.



Machine learning


A técnica utiliza métodos computacionais para aprender com a experiência, como fazem naturalmente os seres humanos e os animais. Ela “aprende” a informação diretamente dos dados e visa melhorar o desempenho de uma tarefa.


Inteligência artificial


Os computadores são programados para pensar como seres humanos usando dados extensivos de exemplos anteriores de comportamento similar. Ou seja, a IA analisa, aprende e decide de maneira lógica e racional.


SSL Inspection


É um ataque man-in-the-middle executado para filtrar conteúdo malicioso por meio de um dispositivo de interceptação que fica entre o cliente e o servidor. Todo o tráfego passa por ele e permite que seja feita a varredura antivírus, filtragem da web, filtragem de e-mail, etc.


De modo geral, não adianta ter uma solução de ponta e que possua alta performance dentro do ambiente e não ter um profissional de TI capacitado que olhe por ela. Se não houver a gestão, o entendimento dos alertas, problemas continuarão existindo dentro de qualquer ambiente corporativo.


Na DSX temos especialistas altamente qualificados para incluir esse elemento a mais na defesa da sua empresa! 👈


4 visualizações0 comentário